Requião tenta duas vagas para garantir irmão no Tribunal de Contas | Fábio Campana

Requião tenta duas vagas para garantir irmão no Tribunal de Contas

Para não dar chabu, Requião trabalha agora com a possibilidade de duas vagas no tribunal, uma para o mano caçula, Maurício, é óbvio. A outra para a Assem-bléia indicar Durval Amaral.

Uma das vagas será deixada por Henrique Neigebrorer, que completa 70 anos. A outra seria a de Heins Herwig, que se aposentaria antecipadamente para servir ao governador.

O importante, neste caso, é a aflição do governador para arrumar um encosto confortável para o irmão secretário de Educação, o mesmo que fez o negócio das TVs laranjas.


3 comentários

  1. João Alves Santos
    quarta-feira, 14 de maio de 2008 – 20:50 hs

    Se essa história das TVs Laranja terminar sem ninguém preso, é uma mostra de que o sistema judiciário brasileiro está falido. É o maior caso de corrupção dos últimos anos no Brasil.

  2. E contra o Durval...
    quarta-feira, 14 de maio de 2008 – 21:28 hs

    O Durval é um bom moço recatado?

  3. CLOVIS PENA
    quinta-feira, 15 de maio de 2008 – 6:12 hs

    Existem situações quase inqualificáveis no plano em que ocorrem. Absurdos como uma missa papal terça-feira de carnaval, 22hs, na Marquês de Sapucai. Ou trabalhos de saravá na Catedral de São Pedro, em Roma, em plena missa do galo, na noite de natal. Não há ponto de partida para comentar, com base num raciocinio logico. Sobra, a visão de Nero, aos prantos vendo Roma em chamas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*