"Há políticos que nem quando mentem dizem a verdade", de Aníbal Betis, ex-ascensorista do Palácio Iguaçu. | Fábio Campana

“Há políticos que nem quando mentem dizem a verdade”, de Aníbal Betis, ex-ascensorista do Palácio Iguaçu.


2 comentários

  1. CLOVIS PENA
    quinta-feira, 8 de maio de 2008 – 15:01 hs

    O autor retrata uma síntese do provável longo período que vivenciou como observador privilegiado e ouvinte de confidências. É uma memória descomprometida e real. Ele pode testemunhar os ânimos das pessoas ao chegar, em comparação com o que manifestavam na saída. Uma mentira, para aflorar a versão desejada, que também não era verdadeira. Habilidades politicas, em tempos de privacidade duvidosa.

  2. jango
    quinta-feira, 8 de maio de 2008 – 17:19 hs

    No campo da filosofia, Zenão, o Eleata ficou famoso pelos seus paradoxos, entre os quais o da lebre que não venceria a tartaruga em uma corrida, etc. Até hoje são objeto de discussão.

    Pois no campo da política, temos agora o paradoxo de Aníbal, o ex-ascensorista do Palácio Iguaçu, qual seja, de que há políticos que nem quando mentem dizem a verdade. À vista do que temos presenciado na política merece destaque a percuciente proposição de Anibal.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*