Salário do funcionalismo ficou para segunda | Fábio Campana

Salário do funcionalismo ficou para segunda

Na próxima segunda-feira será votado na Assembléia o projeto de reajuste do novo salário mínimo regional. Uma das emendas mais polêmicas é a da bancada de oposição, que estabelece que o piso salarial previsto para as empresas privadas deve ser assegurado também a todos os servidores públicos. Principalmente aos policiais militares.

O deputado Ney Leprevost justifica a emenda. “Se o nosso estado terá o piso salarial mais alto do País, temos que estender esse benefício também ao funcionalismo público. Não é correto o Governo ficar fazendo gentileza só com o chapéu alheio”, afirma Ney.

Outra emenda, esta do deputado Antonio Belinati, pede que a implantação do salário seja retroativa ao dia 1º de abril. Caso ela não seja aprovada, o valor será implantado a partir de 1º de maio. Outras duas emendas de autoria do deputado Mauro Moraes estabelecem reajuste de 19% aos professores de ensino médio e aos policiais militares e civis.

Nenhuma destas acima foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça. De um total de cinco emendas propostas pelos deputados, apenas a que apresentava o valor do novo salário foi aprovada: ele varia entre seis faixas salariais de R$ 527 a R$ 548. Mas como o Plenário é soberano e decide sozinho, elas ainda podem ser aprovadas na segunda. Quer dizer: a CCJ dá pitaco, mas não decide.


2 comentários

  1. vera lucia
    sexta-feira, 25 de abril de 2008 – 23:30 hs

    façam alguma coisa por favor aprovem o reajuste do funcionalismo não aguento mais ir ao mercado e ve tudo mais caro e meu ordenado sempre a mesma coisa .

  2. cidadão de olho ...
    sábado, 26 de abril de 2008 – 22:15 hs

    …enquanti isso …

    o governador divulgou que o reajuste geral e anual do funcionalismo será de 5 % ? R$ 50,00 para quem recebe R$ 1.000,00, isto depois de um longo ano de espera …E quem recebe abaixo disso, que deve ser a grande maioria do funcionalismo paranaense ??

    Esse é o tal resjuste tão propagandeado …

    Quanto já subiu o plano de saúde, os medicamentos, o telefone, o feijão, o material escolar, etc e tal …

    Enquanto isso, gastam mais com a divulgação da obra do que com a própria… isso é o Brasil e ainda aceitamos… êta povo cordato e cordeiro ….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*