Prefeitura inaugura trincheira na Kennedy | Fábio Campana

Prefeitura inaugura trincheira na Kennedy

O prefeito Beto Richa e o superintendente do shopping Palladium, Aníbal Tacla, inauguraram hoje a trincheira da avenida Presidente Kennedy, conhecida como via rápida Portão-Centro.

A obra foi uma compensação exigida pela Prefeitura ao shopping, para reduzir o impacto no trânsito no cruzamento, por onde passam 5,5 mil veículos por hora. As obras de melhorias viárias custaram ao shopping Palladium cerca de R$ 8 milhões, com a construção da trincheira, desapropriação de imóveis e ampliação de calçadas e ruas.


8 comentários

  1. Daniel de Paiva Vida
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 1:06 hs

    Só esperamos, nós comerciantes e moradores, deste exato trecho, que os técnicos da Urbs e órgãos competentes, analisem e possam possibilitar segurança, pois é um lugar onde ocorrem dezenas de acidentes. Nçao existe uma lombada eletrônica, nenhum redutor de velocidade, lombadas, nada, nada, nada. Em dias de chuva os engavetamentos são normais…..ficamos no aguardo de soluções!!!!!

  2. Rose
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 1:20 hs

    Esta eh a Curitiba do menino bommosso… para carros e para ricos… quanto ao povao… que andem de onibus…

  3. ELEIÇÃO
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 9:41 hs

    SE A TRINCHEIRA CUSTOU ISSO PARA O GRUPO TACLA PARA ATENDER AOS SEUS INTERESSES, IMAGINEM QUANTO VAI PARA A CAMPANHA DE MENINO BETO…
    UMA MÃO LAVA A OUTRA.

  4. Luiz Augusto de Abre
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 10:02 hs

    So lembrando a Rose q por ali tb passam onibus e gracas ao acordo de compensacao do Prefeito Beto Richa o Shopping fez essas obras.

  5. João Melon
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 10:58 hs

    Que belo acordo de compensação. Aliás, porque o prefeito Beto, o Breve, se deixa fotografar inaugurando uma obra destas, bancada pela iniciativa privada?

    Dia 5 de outubro tá chegando e a onça vai beber água.

  6. arnaldo madeira
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 12:41 hs

    RANÇO, RAIVA , ÓDIO – NÃO CONSTROEM
    a obra foi exigência da municipalidade em benefício da cidade. Não esqueçam que o
    ódio, a raiva, o ranço são características de
    uma família maldita que está afundando o
    Estado…

  7. Rose
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 14:34 hs

    Mal informado esse Luis Augusto Se Abre… esqueceu-se das reunioes e questionamentos da populacao residente no local sobre os impactos e ampliacao dos riscos dessa obra que beneficia uma sociedade de amigos… mas nao a populacao…

    quantos aos onibos… eles ja existiam bem antes da construcao desse Templo do Mercado ser construido…

  8. Alexandre
    sexta-feira, 18 de abril de 2008 – 14:35 hs

    Só lembrando o pessoal, que não só a trincheira deveria ser uma compensação, mas todas as obras do entorno. Ao contrário, em um processo todo suspeito, o Palladium conseguiu trocar com a prefeitura um terreno que deveria ser doado. Não se sabe porque o Ippuc, que era contrário a troca, de repente mudou de opinião. Quando tudo passou pela Câmara, só a vereadora Professora Josete se posicionou contra.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*