Governo barra aumento para o funcionalismo | Fábio Campana

Governo barra aumento para o funcionalismo

A bancada majoritária do governo Requião levou menos de meia hora para barrar as emendas da oposição que pretendiam estender o mínimo regional paranaense, criado pelo pelo próprio governo, como referência para o aumento dos salários de todos os funcionários públicos, inclusive para os policiais militares.

Não houve surpresa. Desde a semana passada ficou evidente que o governo não pretendia dar aos seus funcionários o que considera justo para os trabalhadores de empresas privadas.


4 comentários

  1. CLOVIS PENA
    segunda-feira, 28 de abril de 2008 – 18:03 hs

    E quem mandou os funcionários se acostumarem com essas manias bobas de ter casa, usar roupa, comer e colocar filho na escola ? A ordem é nivelar por baixo e danem-se os que estudaram para oferecer condições de saúde, educação e segurança, cultura, justiça e outras necessidades do povo!!
    Isonomia? Direito adquirido? São incongruênias de quem acha que o governo deve estar em condições de amparar os menos favorecidos. Discurso e prática antagônicos.

  2. Brincadeira
    segunda-feira, 28 de abril de 2008 – 21:42 hs

    Quer dizer que a máxima é a de que “façam o que eu digo, mas não façam o que eu faço”?

  3. Waldir de Oliveira
    terça-feira, 29 de abril de 2008 – 10:34 hs

    Como o Sr. Requião “arrastou” a maioria dos prefeitos para o PMDB, isto causaria uma tragédia para os “seus” prefeitos em época de eleições. É bom fazer cortezia com chapéu alheio, e isto o governo faz bem, pimenta nos olhos dos outros é refresco.

  4. cidadão de olho ...
    terça-feira, 29 de abril de 2008 – 20:30 hs

    essa “coisa” de querer estender o piso regional pra o funcionalismo é pura DEMAGOGIA, já que todos os quadros de servidores do Paraná, possuem tabelas salariais.

    Essas sim é que deveriam ser atualizadas/corrigidas, se estiverem abaixo do salário mínimo nacional ou regional !

    Então, senhores (as) parlamentares, solicitem as tabelas salariais da SEAP e se tiverem abaixo do SMN ou SMR , que sejam atualizadas.

    Aliás, o momento será logo a seguir, já que o governo do PR enviou para a ALEP proposta de reajuste salarial por conta da revisão anual de salários (data base).

    Por sinal, se querem ser justos com o funcionalismo, solicitem também à SEAP as remunerações praticadas nos diversos quadros de pessoal do Poder Executivo, inclusive do Ministério Público, e verifiquem como estão estes valores.

    Nessa singela busca, verão que propor reajuste linear de 5% para todos os QUADROS DE PESSOAL, é semear a injustiça já que há QUADROS DE PESSOAL onde os patamares de remunerações passam de 10 mil real e até 15 mil reais.

    De resto vale dizer: no Poder Executivo as remunerações estão ainda longe do que recebe o governador do Paraná (mais de 25 mil reais).

    Talvez, só no Poder Judiciário haja remunerações nesse patamar: os desembargadores/juízes ?

    Taí um “coisa” que todos deveriaM conhecer, se houvesse a tal transparência com a “res pública” !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*