Agronegócio desperdiça R$ 10 milhões por causa de Requião | Fábio Campana

Agronegócio desperdiça R$ 10 milhões por causa de Requião

Em reportagem para a Folha de São Paulo, o repórter Dimitri do Valle publicou dados da Faep que apontam os gastos desnecessários que o agronegócio teve por causa de problemas de infra-estrutura no Porto de Paranaguá, sob administração de Eduardo Requião. A análise foi feita entre fevereiro e março deste ano.

Dimitri lembra que os gastos não levam em consideração a greve dos auditores da Receita Federal, já que o setor de grãos não é afetado por ela. O número se refere aos custo das tarifas de fretamento cobradas pelos proprietários dos navios e às taxas de seguro exigidas pelos importadores. O assessor econômico da Faep, Nilson Hanke Camargo, garante que “Quando um armador sabe que vai a Paranaguá, ele exige um pagamento maior pelo frete, pois sabe que haverá demora para atracar”.

Para ler a reportagem completa, clique neste link.


3 comentários

  1. Cidadão
    terça-feira, 29 de abril de 2008 – 16:37 hs

    Eita famialiazinha incompetente!

  2. CLOVIS PENA
    terça-feira, 29 de abril de 2008 – 17:10 hs

    O assunto é tão importante e o prognóstico que se divulga é tão grave, que os fatos apontados com muita propriedade pela FAEP deveriam servir de base para uma mobilização envolvendo as demais federações e organizações do Paraná. Mesmo que para isto venha a ser necessário um laudo de alta credibilidade técnica e isenção política. Para acabar com as divagações. Isto não é para amadores!

  3. Ralph
    terça-feira, 29 de abril de 2008 – 22:29 hs

    O que é que você pode esperar de uma Secretaria de Estado (Agricultura) na qual é disponibilizado 0,5 a 0,6% da arrecadação do Estado?
    A iniciativa privada tem o dever, até por questão de sobrevivência, de intervir na pública.
    Já a pública devia intervir na privada, se é que me entendem.

    Preço da mandioca: R$ 85,00/t

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*