Política de colônia | Fábio Campana

Política de colônia

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, Rodrigo da Rocha Loures, considerou tímidas as medidas anunciadas pelo governo federal para conter a queda do dólar.

“Todos os países emergentes que estão obtendo expansão econômica sólida têm políticas industriais exportadoras contando com moedas em alguma medida subvalorizadas”, completou Rocha Loures. “Não podemos ficar eternamente adotando uma política de colônia”, afirmou.

Rocha Loures pediu mais agilidade na redução da taxa de juros, que considera o principal fator de atração de recursos externos e de pressão sobre o valor da moeda americana. “A atividade produtiva tem sua eficácia reduzida devido aos problemas gerados por uma dupla e interrelacionada anomalia, que é a conjugação da valorização cambial com os juros elevados”, disse. “O curto-prazismo da órbita financeira não reconhece que a estabilidade baseada em moeda valorizada e juros elevados desestimula a produção”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*