Pode tudo | Fábio Campana

Pode tudo

Tudo como dantes. Ou seja, pode tudo, até mesmo dançar com tucano e com democrata. Decide a circunstância. O Diretório Nacional do PT, reunido ontem, definiu a política de alianças nas eleições municipais de 2008.

A prioridade continua a ser aliança com PCdoB, PSB e PDT, além dos partidos da base aliada do governo Lula, em especial o PMDB, “desde que dialoguem com o programa petista.” Ora, pois, dialogar é o que todos fazem o tempo todo.

Agora, o sublime. “Eventuais alianças com partidos que fazem oposição ao governo Lula deverão ser referendadas pelas respectivas Executivas Estaduais, cabendo recurso à Direção Nacional do PT. No caso das capitais, das cidades com mais de 200 mil eleitores e daquelas que transmitem horário eleitoral gratuito de rádio e TV, tais alianças precisam também ser “obrigatoriamente” aprovadas pela Comissão Executiva Nacional.”

O exemplo de Minas é comovente.Lá o PT defende não só aliança com o PSDB, mas a aproximação definitiva entre os dois partidos.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*