Senador paraguaio detona Requião | Fábio Campana

Senador paraguaio detona Requião

Em entrevista na Bandnews, o senador paraguaio Juan Carlos Galaverna, líder do governo no Congresso, fez gravíssimas acusações ao governador Roberto Requião. Dise que a intromissão de Requião no Paraguai é antiga e não só na política, mas em negócios que envolveriam ilicitos como o contrabando de soja, lavagem de dinheiro e tráfico de drogas ao lado do general Lino Oviedo.

Galaverna apóia a candidatura de Blanca Ovellar à presidência. Considera a presença de Requião na campanha do adversário Fernando Lugo um acinte ao seu país. A participação direta de Requião na candidatura Lugo é confirmada pela presença do seu secretário de Comunicação, Airton Pisseti, na coordenação de marketing e propaganda da campanha eleitoral.


12 comentários

  1. Eduardo
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 – 12:39 hs

    Campana vc vai provocar uma guerra !!!!

  2. Miguelito Alpanch
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 – 13:29 hs

    hehehe, Requião já virou mote de campanha no Paraguay (e com a ajudazinha do Campana).
    … dêem-lhe um limão, e ele fará limonada!

  3. João dos Anzóis
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 – 14:49 hs

    Sinto muito Fábio, mas este senador é mais sujo que pau de galinheiro, basta conferir as denúncias que correm contra ele na imprensa do Paraguai.
    Realmente é um risco reproduzir o que este senhor fala. Com certeza sobrarão ações na justiça.

  4. Garatéia
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 – 15:19 hs

    Fábio
    O “João dos Anzóis está pedindo água

  5. sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 – 21:18 hs

    faz-me rir.

  6. carlos gonçalves
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 – 22:12 hs

    Acho que o dono do guapeca, vai deixar o animal sem comer durante alguns dias!!!

  7. Ivan
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 – 23:35 hs

    Campana, acho que desta vez você foi longe demais! Estas acusações são gravíssimas e logo se vê que não tem fundamentos algum. O Sr. Com toda sua experiência reproduzir este tipo de boato acabará perdendo sua credibilidade. O governador do Paraná pode ser criticado, mas estas coisas todos nós Paranaenses sabemos que não faz parte da conduta de Requião.
    Cuidado! “Um amigo meu falou que o peixe morre pela boca!”

  8. Junocka
    sábado, 16 de fevereiro de 2008 – 13:21 hs

    Há tempos ouço denuncias que um dos irmãosda família Requião é envolvido com o jogo do bicho e com grupos barra pesada do RJ.
    Me parece que o nepotismo paranaense está mais próximo de virar a “Cosa Nostra”

  9. sábado, 16 de fevereiro de 2008 – 16:36 hs

    Entrem no site da SOCIEDADE INTERAMERICANA DE IMPRENSA e vão ler os comentários a respeito de GALAVERNA:”Violador confesso da constituição e frequentemente mencionado como protagonista de atos de corrupção ou como protetor de funcionários, políticos e pessoas supostamente envolvidas em suborno,nepotismo ou negócios duvidosos”Resumindo: é o Toninho Malvadeza deles que não da trégua e vive3 ameaçando a imprensa eno Brasil é amiguinho do Campana.

  10. nao esqueçam
    sábado, 2 de agosto de 2008 – 11:30 hs

    Se o Presidente ganhar ele futuramente vai ter aonde se refugiar e ja investigado gasto Publico dos cofres Paranaense. Cuidado Senador ele é amigo de hugo chave ,fidel e lula mantenedores de farcs segundo a imprensa ,o FEIO É QUE ALGUNS JORNAIS PARANAENSE ESCONDE ESTA VERDADE ENCLUSIVE ,TANTO ROUBO NA SANEPAR E O IRMAO DO MESMO PRESIDENTE NAO IMPOSSADO DO TC É O INICIO DA DITADURA!

  11. nao esqueçam
    sábado, 2 de agosto de 2008 – 11:59 hs

    Pelo menos tem acesso a Imprensa! eu sou Brasileiro respeite a Soberania de outro País,tem muito Paranaense se Remedios e sem assistencia Geral do seu Governo!

  12. sábado, 2 de agosto de 2008 – 12:42 hs

    LONDRINA » CIDADE REAL
    Artesão protesta e se acorrenta à mureta da CMTU
    Roger Pereira da Silva teve mercadorias, matéria-prima e até roupas pessoais apreendidas por fiscais do órgão

    Londrix.com

    Compare Produtos, Lojas e Preços
    Quem passou em frente à sede da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), na tarde desta quarta-feira (30), certamente estranhou ver um homem acorrentado à mureta, na escadaria do prédio, com um pequeno exemplar da Constituição Brasileira na mão. Tratava-se de um protesto do artesão Roger Pereira da Silva, de 26 anos, que teve todas as suas mercadorias, matérias-prima e até objetos de uso pessoal apreendidos por fiscais do órgão na terça-feira (29). “Até minha blusa de frio está lá”, queixou-se.

    Roger costuma vender os seus produtos no Calçadão, bem em frente ao Teatro Ouro Verde, “shopping a céu aberto” para dezenas de ambulantes em Londrina. Ele estranha: “só eu fui punido”, afirma, citando trechos da Constituição do País que teriam sido ignorados, segundo ele, pela fiscalização municipal. “Acho que eles aqui na CMTU não conhecem esse livrinho, não”, criticou, garantindo que não deixaria o local até que os seus pertences fossem devolvidos. No final da tarde, ele encerrou o protesto.

    O diretor da Companhia, Álvaro Grotti Jr., disse que o artesão trabalhava em local proibido, foi “orientado” a sair dali e não atendeu. Grotti afirmou que ele só teria os seus bens de volta se pagasse uma taxa de R$ 200. “Pode parcelar esse valor e pagar pelo menos a primeira parcela, de R$ 36, para pegar tudo de volta. Sem isso, não podemos fazer a devolução porque estaríamos infringindo as normas”, afirmou o funcionário público. Enquanto isso, o artesão “decorava” a fachada da Companhia Municipal.

    FONTE: Agência Londrix

    Prefeitura do PT,liberando verbas em epoca de campanha em governador! só libera remedios no Parana se Supremo Tribunal de Justiça mandar!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*