O dia do Requião | Fábio Campana

O dia do Requião

Depois da longa excursão pelo Caribe, Requião tira o dia de hoje para matar as saudades do Proletário, do JG, do Cento e Dez e dos demais viventes do Canguiri. Sem contar a corriola de áulicos que vai fazer fila para beijar a mão do guia.


3 comentários

  1. El Kabong
    sábado, 9 de fevereiro de 2008 – 17:22 hs

    Também está saudoso de montar nas bestas e jegues que o cercam, e no pelo do povo do Paraná, que o sustenta seus luxos e sua família…

  2. Requião Fã Clube
    sábado, 9 de fevereiro de 2008 – 23:08 hs

    Se ele lesse esta coluna, Fábio, eu diria :

    SEJA BEM VINDO, GOVERNADOR, À SUA TERRINHA QUE VOCE TANTO AMA, E ONDE A MAIORIA TE AMA TAMBEM…
    É claro, né?
    Se a maioria não o amasse, não teria sido eleito…
    Espero que tenha descansado o suficiente, para essa nova jornada.
    Todos sentimos muito a sua falta, tanto que os jornalistas ficaram tristes, os seus inimigos ficaram ociosos, as colunas sociais e políticas tão vazias e os blogs tão sem assunto, que até o Pissetti virou manchete.

  3. Xitão e Xororó
    domingo, 10 de fevereiro de 2008 – 1:05 hs

    Que fã clube ridículo…
    Esse requião o que é que ele faz mesmo?
    Cada uma que aparece…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*