Dragão da maldade | Fábio Campana

Dragão da maldade

O deputado Cleiton Kielse, do PMDB, tem a simpatia do governador Requião nessa idéia de uma CPI para passar a limpo a privatização do Banestado. A CPI serviria, além de tudo, para virar a página dos últimos insucessos de Requião e trazer à cena um dragão da maldade que andava esquecido.

Em ano eleitoral e sem ter nada a mostrar de positivo, o PMDB quer discutir o governo Jaime Lerner, as privatizações e voltar cinco anos na história, quando Requião se apresentava feito São Jorge para combater os malefícios da corrupção e do neo-liberalismo.

Independente das motivações políticas circunstanciais, a CPI poderia realizar um levantamento dos precatórios em execução contra o Estado. Poderia, também, averiguar os beneficiários da corrente financeira que passava pelo Banestado e deixava lucros polpudos para algumas pessoas. Mas isso tocaria em gente solidamente instalada no atual governo.


Um comentário

  1. Rodrigo
    sábado, 16 de fevereiro de 2008 – 18:59 hs

    Precatórios? Aqueles que estão com pagamentos atrasados há mais de uma década? E pensar que nunca houve uma intervenção federal por causa disso.
    Aliás, o Paraná nesse assunto está no fundo do poço mesmo. Além de não pagar os precatórios, ainda não implantou o sistema de pagamento daqueles de pequeno valor que a União já faz há muitos anos, e outros estados (São Paulo, p.ex.) também com a criação de legislação estadual específica.
    O governador “popular” nunca se preocupou com os pobre coitados que são credores de quantias ínfimas do estado, mas que estão há dez, doze anos esperando prá receber.
    Agora, fica sem paga teu IPVA prá ver o que te acontece…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*