Curitiba violenta | Fábio Campana

Curitiba violenta

violencia

Os curitibanos já podem dizer com ar professoral que violência não é coisa de São Paulo e Rio. Ou de Bogotá e Bagdá.

Afinal, vivemos em uma das dez capitais mais violentas do Brasil. Mais que isso. Curitiba está em segundo lugar entre as que têm o maior crescimento no número de assassinatos.

Isso mesmo. Entre 2002 e 2006, Curitiba teve 874 homicídios. Mais que Porto Alegre e Florianópolis somadas.

Ao mesmo tempo, a violência cai no Rio de Janeiro e em São Paulo, onde sabemos que os problemas sociais são enormes. O que falta, então, para Curitiba? Até o JG, cavalo preferido de Requião, sabe a resposta de cor. Falta polícia.


3 comentários

  1. Rodrigo
    segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008 – 23:50 hs

    Falta um Secretário de Segurança. Não um aprendiz como agora, e nem um incompetente, como no início, quando o próprio Duce assumiu o cargo.

  2. Chamem o síndico
    terça-feira, 5 de fevereiro de 2008 – 0:13 hs

    Shirleeeey.
    Cadê a polícia do requião?
    Só porque o Beto Richa não reza pela cartilha do Big Boss? Tá errado, não tá…

  3. Mee
    sexta-feira, 23 de maio de 2008 – 13:05 hs

    Podem colocar uma nação de policiais na rua, não vai resolver nada. Falta é inteligência, mas pensar é muito trabalhoso.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*