Guerra é guerra | Fábio Campana

Guerra é guerra

A denúncia feita pelo deputado Marcelo Rangel, do PPS, sobre o jornal “Notícias do Paraná” que divulga elogios em boca própria do governador Requião azedou o humor da tropa do Duce. Quem não tinha nada a ver com a pendenga arrisca levar o troco. O PMDB partiu para o ataque ao prefeito Beto Richa. Pode? Diz a rapaziada que Richa também publicou jornal mostrando obras da prefeitura e fotos do prefeito.

Rangel acredita que Requião fez várias edições do “Notícias do Paraná”. Cada uma delas dirigida ao povo de uma das regiões do Estado. A soma de todas as edições, calcula o deputado, alcançou quase um milhão de exemplares.


6 comentários

  1. clarindo dias
    terça-feira, 29 de janeiro de 2008 – 17:05 hs

    e daí meu nobre deputado???
    Vamos ver se vc não tem telhado de vidro.
    Publica aqui no blog do fabio a relação de despesas e verbas de representação do seu gabinete. Ah! não esqueçe de relacionar os seus “colaboradores”…. Agora, voltando ao assunto: qual é o problema do governo do estado em divulgar sua obras e ações????

  2. João dos Anzóis
    terça-feira, 29 de janeiro de 2008 – 17:32 hs

    O Rangel tá corroído de inveja porque as rádios dele, que ele usa a torto e a direito para achincalhar, acusar e caluniar o governador não receberam um tostão sequer de Requião.

    Queria ver o MPF se manifestar sobre os políticos que usam e abusam de seus veículos de comunicação para falar do próprio umbigo e fustigar os adversários…

  3. clarindo dias
    terça-feira, 29 de janeiro de 2008 – 17:47 hs

    boa joão dos anzóis!!!
    muito boa sua observação.
    quero ver também o MPF proibir o blog do fabio, zé beto, marcus vinicius, entre outros a falar mal do RR…. ai a cobra vai fumar não acha?

  4. André
    terça-feira, 29 de janeiro de 2008 – 23:14 hs

    Claro Clarindo e demais colegas,

    Não há nada de errado em utilizar-se de meios privados para falar do que bem entender… O problema é quando políticos avançam sobre os meios públicos para satisfazer seus interesses.

    Claro que o MPF não vai proibir os jornalistas de se utilizarem de seus meios próprios de comunicação para defender seus pontos de vista.

    Até mesmo porque o MPF não proíbe nada. Quem faz isso é a justiça.

    Até mais!

  5. ribeiro
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2008 – 13:32 hs

    É assim que funciona esse (des)governo. Na base da desinformação, das meia verdades, da contra informação. Funciona bem nos rincões, com os desdentados. Junte a isso um litro de leite e um governador que age como se saído do botequim e temos dois mandatos bolivarianos!

  6. Mozzilli
    quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 – 11:33 hs

    …Clarindo e João dos Anzóis…….uhuhuhuhhu…. e quem pode, ou tem coragem de bater de frente a esses seus argumentos ? …deixou a galera sem palavras ….é isso ai garotos ……

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*