Alpendre passa a bola para o TC | Fábio Campana

Alpendre passa a bola para o TC

Francisco Alpendre, diretor jurídico da Paraná Previdência, informa que no caso das aposentadorias do Ministério Público, a bola está com o Tribunal de Contas e que o processo de revisão das irregularidades não terminou. Só mudou de endereço. A responsabilidade agora é do conselheiro Artagão de Mattos Leão, que pode explicar a quantas andam as providências exigidas pelo governador Requião.

Diz Alpendre: “os casos de aposentadorias irregulares, com contagem de tempo ficto e irregular estão nas mãos do Tribunal de Contas, que é o órgão constitucionalmente apto para, administrativamente, rever estas questões. Consulta formal, com repasse dos processos de aposentadoria em questão já foram protocoladas no ano passado e atualmente aguardam julgamento, tendo como relator o Conselheiro Artagão de Mattos Leão. Tal medida foi tomada como forma de dirimir quaisquer dúvidas a respeito destas questões e seguir o rito adequado, como manda a Constituição Federal e do Estado do Paraná”.

Os incréus que aguardem. Aguardemos, oremos por algo mais que barulho, fuzuê, rolo.


Um comentário

  1. O QUE MARES DIZ??
    terça-feira, 29 de janeiro de 2008 – 12:52 hs

    Esqueceram antes de admitir o novo procurador Carlos Frederico Marés de Souza Filho, se ele tinha a aposentadoria da forma irregular apontada pelo DUCE. Acho que o Exmo. Sr. Dr. Procurador Geral do Estado pode não gostar da atitude de Alpendre.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*