Sem polícia | Fábio Campana

Sem polícia

Se você precisar da polícia, relaxe, procure outros meios, porque a polícia está em falta. Quem entrega a situação que faz a alegria do pessoal do crime é a própria polícia.

Faltam delegados, escrivães, investigadores, em todos os 13 distritos policiais de Curitiba e nas delegacias da Região Metropolitana.

Para que você tenha uma idéia, nessas delegacias há apenas um plantonista por plantão. Aos sábados, domingos, feriados e no período noturno a população fica completamente sem cobertura. Não consegue ao menos registrar um Boletim de Ocorrência.

No 10º Distrito, dias atrás, os bandidos bateram na porta, insistiram, o plantonista abriu e levou um tiro na cara. Bandido não respeita mais nem delegacia porque sabe que lá não há policiais em número suficiente.

Caos em Araucária

Em Araucária o delegado Agenor Salgado entrou em férias. Justas. Merecidas. Sabem quem está atendendo a delegacia da cidade? O delgado de Fazenda Rio Grande, José Mário Franco, que além disso tem que atender as delegacias de Mandirituba e Agudos do Sul. Tem mais. Ficou para ele também a Delegacia da Mulher em Araucária e a delegacia de Contenda.

Onde está a polícia?

A polícia já é pouca e o que tinha por aqui foi mandada para a operação verão na praia e na Costa oeste.

É por isso que a polícia levou 32 minutos para chegar ao assassinato de um cidadão, no Jardim das Américas. Meia hora é suficiente para qualquer bandido estar a quilômetros do local do crime.


Limpeza

O secretário-geral do PMDB do Paraná, João Arruda, sobrinho de Requião, insiste na necessidade de uma limpeza ideológica no partido antes das eleições do ano que vem.

Históricos

”É difícil administrar um partido que governa o Estado. A gente acaba sendo assediado pelos políticos fisiológicos e deixamos de lado companheiros históricos. Isso terá de ser revisto em 2008. Temos de extirpar os falsos e privilegiar os peemedebistas históricos”, justifica Arruda.


6 comentários

  1. Pedro de Mari
    segunda-feira, 31 de dezembro de 2007 – 15:51 hs

    Esse João Arruda, sobrinho do Requião e secretário-geral do PMDB, é aquele que dirigia um carro em alta velocidade, acompanhado do filho do governador, e matou algumas pessoas e depois fugiu do local do acidente, acobertado pelo titio??? Ah!!! Sei… E já colocou em dia a pensão miserável que paga aos infelizes descendentes das vítimas de sua irresponsabilidade?

  2. José Carlos
    terça-feira, 1 de janeiro de 2008 – 15:14 hs

    A Polícia está protegendo o Governador de Mello e Silva dos seus inúmeros inimigos….

  3. Paulo Duarte Ribas
    quarta-feira, 2 de janeiro de 2008 – 18:09 hs

    A primeira limpeza no PMDB deveria ser chutar o traseiro do João Arruda. Que vá trabalhar uma vez nada vida

  4. Jhonathan
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008 – 10:38 hs

    nada a ver…
    vc está confundindo as coisas meu amigo…
    o cara q atropelou e matou akelas pessoas foi o sobrinho do Alvaro Dias!!!
    se informe melhor meu querido!

  5. quinta-feira, 23 de junho de 2016 – 13:15 hs

    É uma vergonha! Pagamos impostos altíssimos para que seja garantida a nossa segurança e quando precisamos ficamos ao léu.

  6. Mensaleiro Junior
    quinta-feira, 23 de junho de 2016 – 13:24 hs

    Jhonathan, ou vc pirou ou está de brincadeira ! Quem atropelou e matou foi o dep. João Arruda.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*