No mato, sem cachorro | Fábio Campana

No mato, sem cachorro

Desde domingo Requião queima tutano e neurônios para descobrir um candidato viável para o seu PMDB de Curitiba. Carlos Moreira com 1% e Rafael Greca de Macedo com 4% das intenções de voto no Datafolha já não o entusiasmam.

Difícil é achar alguém que possa salvar a lavoura do PMDB. Requião consultou a caterva e não ficou satisfeito com as sugestões. Ficou claro que o PMDB não dispõe de nomes. O partido está afundando junto com Requião.

A salvação do PMDB talvez seja a reconstrução do partido sem o Duce e sua turma, a partir de seu núcleo histórico, do qual o vice Orlando Pessuti é certamente a referência mais forte.


Um comentário

  1. terça-feira, 11 de dezembro de 2007 – 16:34 hs

    VAI SER OBRIGADO A IR DE GLEISI PARA DESESPERO DA PETEZADA, AÍ SIM VAI AFUNDAR A NAU DE VEZ….ANO QUE VEM VAMOS TER O INÍCIO DO ANO DA DIARRÉIA, É O SINTOMA DO FINAL DE GOVERNO…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*