Mordida do BB | Fábio Campana

Mordida do BB

O leitor indignado denuncia o Banco do Brasil, que segundo ele inventou mais um jeito de surrupiar dinheiro da conta corrente dos servidores públicos do Paraná.

Desta vez, sem maiores informações ou avisos, o BB extraiu da CC do servidor o valor de R$ 16,00 (dezesseis reais), sob o título de “tarif manut cad 071120” que, traduzido, significa TARIFA DE MANUTENÇÃO DE CADASTRO. Diga-se, essa tarifa nunca antes foi cobrada.

Além da denúncia, a rapaziada quer que o Governo do PR/SEAP intervenha junto ao Banco do Brasil de forma a extornar o valor cobrado em novembro.

Roberto de A. Silva, servidor público estadual, 2º tesoureiro do SINDISEAB,
andrades@seab.pr.gov.br


2 comentários

  1. Matias
    quarta-feira, 12 de dezembro de 2007 – 17:15 hs

    Realmente é um absurdo, e vem o Requião dizendo que o funcionalismo municipal vai pagar a conta da transferência de banco. Na verdade é dor de cotovelo por ter ele tranferido ao BB sem o estado ganhar nada.
    O BB também é cobrada a taxa mensal de 24,00, sendo que mantenho a conta no Itau e até hoje não é cobrado….
    É um roubo….culpa do comedo de mamona…

  2. jango
    quarta-feira, 12 de dezembro de 2007 – 18:30 hs

    O Brasil do Brasil levou a conta bilionária (mais de 5 bilhões anuais) de todo o funcionalismo público estadual sem nenhuma concorrência com outras instituições e ainda quer cobrar a tarifa de manutenção de cadastro ? São cerca de 150 mil funcionários da ativa, o que representa nada menos que 2 milhões e 400 mil tirados do bolso do funcionalismo para custear o cadastro do BB. Talvez seja o cadastro mais caro do sul da América.Toda a rede comercial do Brasil tem cadastro e nunca cobraram nada dos cadastrados a este título.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*