Laranjice | Fábio Campana

Laranjice

A repercussão sobre os preços pagos pelo governo Requião à Cequipel na compra dos televisores laranja da Secretaria de Educação levou os deputados de oposição a pedir a um escritório de advocacia estudo sobre as medidas ainda cabíveis para anular a transação e punir os responsáveis. O Estado foi usurpado em, pelo menos, R$ 5 milhões.


4 comentários

  1. jango
    quarta-feira, 12 de dezembro de 2007 – 20:34 hs

    A perplexidade é total ! O Estado não, o erário público não, o suado dinheiro do povo paranaense foi malversado escandalosamente ! E estes valorosos deputados da oposição ainda vão ter que pedir a um escriório da advocacia para estudar medidas para anulação a compra e punição dos responsáveis ? Onde estão as autoridades de controle público (Tribunal de Contas, Ministério Público – sem falar nas instâncias de controle dentro do Executivo) cheias de prerrogativas, régios salários pagos pelo povo e calhamaços de leis e normas ? A sociedade lhes condede todas as regalias e garantias e retribuem com esta inoperância em face de fatos que vem sendo denunciados à saciedade pela mídia ? Isso tudo, se confirmado, é escabroso !

  2. CAPPO
    quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 – 9:45 hs

    É PRA GARANTIR O NATAL DA PARENTADA ESCROTA DO REQUIPOTRÃO!

  3. José Carlos
    quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 – 16:55 hs

    O mais interessante de tudo é que no site da Cequipel (fábrica de móveis de escritório e escolares) a página de soluções tecnológicas não foi desenvolvida ainda… Mas tem produto p’ra vender…. pois é…

  4. José Carlos
    quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 – 16:56 hs

    O mais interessante de tudo é que no site da Cequipel (fábrica de móveis de escritório e escolares) a página de soluções tecnológicas não foi desenvolvida ainda… Mas tem produto p’ra vender…. pois é… não precisa explicar, eu só queria entender…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*