De moto | Fábio Campana

De moto

O presidente da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias – ABCR já mandou avisar que a isenção das motos não vai durar muito tempo. A entidade vai entrar com uma ação para impedi-la.


2 comentários

  1. jango
    quarta-feira, 19 de dezembro de 2007 – 19:04 hs

    Até quando os “jurídicos” do Governo e da Assembléia vão dar vexame nos Tribunais ? Eles sabem – ah! isto eles sabem – que a conta é paga pelo povo e seus régios salários não faltam todo mes ! Tá triste ou tá contente, povão bão de voto do Paraná ?

  2. Fernando Augusto
    quinta-feira, 20 de dezembro de 2007 – 9:37 hs

    Quem comenta não é o Conselheiro e sim o motociclista. rsrsrs
    Bem, questões jurídicas à parte, em relação ao ato jurídico perfeito e acabado, direito adquirido, etc. acredito que essa medida de isenção para as motos no pedágio tem justa razão.
    Se é juridicamente sustentável é outra história e não gostaria de comentar, até porque o assunto pode ou não vir a julgamento em meu tribunal.

    Não acho correta a atitude das concessionárias. Sabido é que tem previsão contratual essa cobrança. Então torna-se legítima no plano contratual.

    Mas também é sabido que as motocicletas tem muito pouco a contribuir com os desgastes ou custos de manutenção das rodovias – exceção se faz em relação ao atendimento enquanto usuários (sau, assistência mecânica, etc.)

    Na maioria das estradas brasileiras não se cobra pedágio das motocicletas.

    Por outro lado, vcs. não tem idéia do trabalho que dá ao motociclista em cada praça do pedágio, tirar luva, pegar dinheiro na jaqueta, guardar troco, voltar a colocar luva, etc. Além de ter que aguentar o mau humor dos carros que estão na fila esperando.

    Em dias de chuva ou frio a situação se agrava, quando as mãos já perdem parte da sua mobilidade e sensibilidade.

    Eu particularmente sou contra a cobrança de pedágio de motocicletas, não tando pela grana a ser paga, mas pela inexistência de custo x benefício ou de razoabilidade operacional em sua cobrança.

    E viva a liberdade !!!! (rsrsrs)

    Para descontrair, um ditado …
    “Só um motociclista consegue entender porque um cachorro, quando entra em um carro, a primeira coisa que faz é por a cabeça para fora. !

    Abraços

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*