Violência doméstica | Fábio Campana

Violência doméstica

A juíza Luciane Bortoleto, que trabalha no Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, esteve na Câmara Municipal de Curitiba a convite da vereadora Josete (PT). Luciane cobrou auxílio da União, dos Estados, dos municípios e ONGs. “Obter bons resultados sem apoio é humanamente impossível”, disse.

É difícil a empreitada contra a violência doméstica quando na Delegacia da Mulher as vítimas de agressão nem sempre são bem recebidas. Nessa semana, advogada que acompanhava mulher ameaçada de morte pelo marido, e que requisitava escolta policial para retirar os bens da residência, teve que ouvir desaforos do atendente de plantão.

A advogada foi tomar satisfação com o atendente após vê-lo expulsar da delegacia mulher visivelmente machucada, com marcas nos braços. O tal disse, em defesa própria, dentro da delegacia da mulher, que “a maioria que vem aqui é mentirosa (…) Mulher é bicho ruim. Eu preferia lidar com os bandidos da prisão”.


Um comentário

  1. José Luiz Pompe
    segunda-feira, 5 de novembro de 2007 – 11:12 hs

    Velho colega Fábio Campana, feliz fiquei ao me deparar com este blog com sua assinatura. Daqui de Maceió, onde resido deste 1978, lembro-me dos marcantes tempos do “Indústria e Comércio do Paraná”, jornal que vc editava e onde trabalhei ao lado de meu irmão Carlos Pompe, do Antônio, do Ramon, da Marise, da Diana e daquela japonesinha diagramadora cujo nome não me vem. Parabéns por este informativo, o qual passarei a ler diariamente. Saudoso e forte abraço. Mande notícias do mundo de lá!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*