Tiro no pé | Fábio Campana

Tiro no pé

O deputado Durval Amaral, especialista em finanças públicas, garante que o aumento real do IPVA será de 27% e não 20% como foi anunciado. “Esse aumento é uma anomalia que vai afetar as pessoas mais pobres. Com a diminuição do percentual de desconto, o aumento será maior para os contribuintes”, destacou.

Para Amaral, o aumento da alíquota do IPVA pode ser um tiro no pé e afetar ainda mais o caixa do estado. “Com esse aumento o Paraná vai perder receita, porque veículos de outros estados não serão mais emplacados no Paraná. Requião vai prestar um favor para outros estados e penalizar os paranaenses. Não podemos admitir isso”, diz Amaral.


3 comentários

  1. Eleitor Burro e Otário vota Poltrão
    terça-feira, 20 de novembro de 2007 – 14:12 hs

    Sem comentários…

  2. José Carlos
    terça-feira, 20 de novembro de 2007 – 14:40 hs

    Qualquer cidadão medianamente informado, sabe que a redução de arrecadação de ICMS do Paraná deveu-se à parada técnica da Petrobrás, que junto com a Copel recolhem 70% do ICMS total do Estado. Isto era previsível há 3 anos, pois este evento é planejado com anos de antecedência. Pelo visto, os orçamentos não previram esta redução e agora querem invadir o bolso da população com uma derrama estadual… Este é o triste destino dos provincianos…

  3. Garganta
    terça-feira, 20 de novembro de 2007 – 16:37 hs

    O registro de carros de outros estados no Paraná é uma prática ILEGAL e deveria ser combatida tanto pelo governo estadual quanto pela Assembléia Legislativa.
    Mas, pelo visto, é farinha pouca meu pirão primeiro. Engraçado que esses veículos que pagam IPVA aqui e circulam em outros estados nunca aparecem quando se usa o mote de 1 milhão de carros em Curitiba. A muleta serve pro nosso prefeito Beto Richa torrar dinheiro em binários, Linha Verde e o escambau ao invés de investir em transporte coletivo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*