Olha o tarifaço | Fábio Campana

Olha o tarifaço

O tucano Valdir Rossoni alerta: “preparem o bolso, vem aí um arrocho tributário como nunca dantes se viu no Paraná”.

As dificuldades financeiras do governo do Estado, causadas pela gestão temerária, fizeram um rombo nas finanças que os paranaenses serão chamados a cobrir através de uma série de aumentos nos impostos estaduais, diz ele.

Rossoni adianta que o arrocho tributário articulado pelo governo Requião não se limitará ao aumento das taxas do Detran e do IPVA ou do ITCMD – Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação de Bens e Direitos.

Uma audiência pública para discutir o tarifaço com a sociedade é o que propõe o deputado. “Depois de quatro anos cometendo erros de gestão, inchando a máquina e envolvendo o estado em pendências judiciais ruinosas, Requião não pode passar a conta de seus equívocos para os paranaenses”, diz ele.

Rossoni sugere que o governo cobre os impostos atrasados em vez de aumentar as alíquotas de impostos e das taxas do Detran. “Se o problema é de arrecadação, o governo que cobre os impostos em atraso. Em quatro anos o montante dobrou e nada tem sido feito para receber esses valores”, afirmou Rossoni.

O parecer do Tribunal de Contas recomendou ao governo do Estado para cobrar valores referentes à dívida ativa. O valor, em 2003, era de R$ 7 bilhões. Em quatro anos passou para R$ 14 bilhões, que deixaram de ser recebidos pelo Estado.

“O que dizer dos contribuintes que pagam religiosamente seus impostos. Vão pagar pelos devedores que não pagam? O índice de cobrança pelo governo é o menor da história, apenas 2%. Não podemos submeter os que pagam as contas em dia a esse aumento de carga tributária”, protestou Rossoni.

Texto publicado em O Estado do Paraná


3 comentários

  1. jango
    quarta-feira, 21 de novembro de 2007 – 11:13 hs

    A tal dívida ativa passou a ser crédito passivo para financiamento de campanha ? Não se cobra o dinheiro do povo e se beneficia o bolso de pretensos candidatos useiros e vezeiros no do ut des (toma lá dá cá) ? Qual a razão do Estado, caindo pelas tabelas, se dar ao luxo de não cobrar tamanha dívida ativa ? Em nome de que povo administra o governo o dinheiro público ?

  2. Fora Poltrão!
    quarta-feira, 21 de novembro de 2007 – 13:10 hs

    Mais uma do Sr. Poltrão que entra para o lixo fétido da história!

  3. Fancaria do Poltrão
    quarta-feira, 21 de novembro de 2007 – 14:44 hs

    Tá aí o dinheiro pra bancar as fanfarrices do Sr. Poltrão, inclusive o circo semanal que comanda e a alfafa que come ininterruptamente!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*