O pesadelo dos municípios | Fábio Campana

O pesadelo dos municípios

O presidente da Associação dos Municípios do Paraná, Moacyr Fadel , lembrou os parlamentares paranaenses que a proposta de ressarcimento do pagamento da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) por meio de Imposto de Renda será prejudicial às 5,5 mil prefeituras brasileiras.

Fadel recorda que o IR é uma das fontes de financiamento do FPM – principal receita de 70% das cidades brasileiras. “Se houver isenção do Imposto de Renda para quem pagar CPMF, o problema vai estourar nos cofres das prefeituras”, explica o político, que também é prefeito de Castro.

Está marcada uma reunião do presidente da AMP com o coordenador da bancada do Paraná, Dilceu Sperafico, para discutir o problema. De acordo com a proposta que tramita no Senado, quem tem rendimentos líquidos entre R$ 1.716 e R$ 4.340 poderá deduzir do Imposto de Renda devido o valor pago de CPMF, até o limite de R$ 214,47 ou o valor do imposto devido, o que for menor. A regra beneficiaria tanto quem tem imposto a restituir ou a pagar.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*