Macarronada e intriga II | Fábio Campana

Macarronada e intriga II

Requião reuniu em almoço, ontem, o seu time de confiança. Lá estavam Rafael Iatauro, Nelson Justus, Alexandre Curi e Francisco Alpendre. Luis Mussi apareceu para a sobremesa. Benedito Pires tentou ficar, mas foi convidado a se escafeder. Disciplinado, escafedeu-se.

A macarronada palaciana foi temperada com boa dose de maledicência. Sergio Botto de Lacerda desceu do céu aos infernos. Entrou no rol dos desafetos e só teve a defesa de Alexandre Curi e Francisco Alpendre.

Assim caminha a humanidade. Quem ontem era amigo e colaborador, agora é inimigo. O mesmo acontece com todos os que apontam irregularidades no governo, especialmente quando as irregularidades envolvem a turma de casa.

Outra vítima da ira palaciana é o conselheiro Fernando Guimarães, do Tribunal de Contas. Ele é tido como autor do chamado mapa do crime, que mostra onde, quando e quem cometeu as falcatruas.

Guimarães apresenta armas. Tem chumbo para novos embates, embora prefira paz e harmonia. Um de seus assuntos prediletos nos últimos dias é o gasto do Museu Oscar Niemeyer com bebida alcoólica. O consumo por lá alcança volumes industriais. A direção do Museu é de Maristela Requião. Imaginem os maus bofes do Duce.

Todos se disseram surpreendidos com o gesto de firmeza da Procuradora Jozelia Broliani, que soltou o verbo em cima do advogado Pedro Henrique Xavier, presidente do Conselho da Sanepar, homem muito próximo do governador e que ousou colocar em dúvida a capacidade técnica da Procuradora.

Por fim, o governador Requião confessou que gostaria de encerrar a pauta de denúncias de corrupção, deixando claro que vai brigar com quem seja necessário para defender sua honra e a imagem do governo que andam capengas, tantas as revelações.


5 comentários

  1. Turista
    sábado, 10 de novembro de 2007 – 7:37 hs

    Baixar ou Dividir
    Pela proposta do Requião para baixar a tarifa do pedágio da 277 as ligações BR/Morreste/Antonina, bem como, Alexandra /Matinhos vão receber praças de pedágio.

  2. Dândi
    domingo, 11 de novembro de 2007 – 8:38 hs

    O Requião devia se lançar logo candidato a governador de alguma província da Venezuela e ficar por lá….

  3. Xiquitita
    domingo, 11 de novembro de 2007 – 8:41 hs

    Esse Mandão (ou será mandu?) é um verdadeiro corrupião…

  4. Yuppie
    domingo, 11 de novembro de 2007 – 8:46 hs

    O Paraná merece mesmo um sujeito como esse como governador, afinal de contas é o nosso Arkansas brasileiro…

    Um verdadeiro galinheiro….

    Estado irrelevante da federação, que esse povo bão de voto acredita ser importante

  5. Yuppie
    domingo, 11 de novembro de 2007 – 8:49 hs

    O Paraná merece mesmo um sujeito como esse, afinal de contas é o nosso Arkansas… um verdadeiro galinheiro… Estado irrelevante da federação, que o povinho bão de voto acredita ser importante…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*