Elma no hospital | Fábio Campana

Elma no hospital

Elma Romanó voltou ao hospital de onde saiu presa pela Polícia de Requião. Ao voltar à casa de seus pais teve um desmaio, sintoma de profundo stress.

Elma estava doente e hospitalizada quando foi presa no processo kafkiano que a transformou de denunciante em denunciada da corrupção sistêmica no IAP de Ponta Grossa, que ela dirigiu. Acontece que as denúncias de Elma põe a nu a política ambiental e a corrupção na administração do meio-ambiente dos governos de Requião.

Os ambientalistas acreditam que a prisão de Elma foi a única maneira encontrada pelo governo de evitar a situação constrangedora que seria admitir as denuncias que ela fez em carta ao secretário do meio-Ambiente, Rasca Rodrigues, com cópia para o próprio governador Requião.


Um comentário

  1. Kadu
    segunda-feira, 26 de novembro de 2007 – 14:46 hs

    ela que entregue a cópia da carta que mandou para o desvairado aos jornalistas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*