De novo, não | Fábio Campana

De novo, não

O deputado Reni Pereira cansou de ver o Executivo criar cargos sem encaminhar para a Assembléia o impacto financeiro, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. Os governistas não estão nem aí. Aprovam e pronto. “A contratação de servidores é uma despesa de caráter continuado. O governo tem que dizer de onde vai deduzir os gastos, o que eu duvido que aconteça, ou a origem do aumento da receita para suprir os custos”, atalha Pereira. “É impossível admitir que todo documento vindo do Palácio esteja incompleto, com os mesmos erros de sempre.”, sentenciou.


Um comentário

  1. jango
    sexta-feira, 2 de novembro de 2007 – 14:46 hs

    Deputado, a lei de improbidade administrativa pode acabar com este escracho. De outra forma, ela é que vai acabar revogada por falta de uso neste nosso Estado. O que estamos esperando ? Só esbravejar não adianta, faça movimentar a Roda da Lei ! É possível acabar com essas impossibilidades administrativas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*