Cartas na rua | Fábio Campana

Cartas na rua

A moda epistolar deste governo tem rendido revelações incriveis sobre a vida íntima da administração do Paraná. Primeiro a carta de Sérgio Botto de Lacerda. Desancou o governo. Depois, a carta de Pedro Henrique Xavier, enviada à imprensa, que reabriu a guerra contra Botto e a estendeu a Procuradora Geral do Estado, Jozélia Broliani.

A resposta de Jozélia Broliani ao advogado PHX é peça que vai marcar a história deste governo. A próxima carta, dizem os mais próximos de Botto de Lacerda, será bombástica. Os ingredientes são preliminares de negociações entre membros do governo e Messie Malick, do Consórcio Dominó, interessado em sair do negócio e vender, por bom preço, suas ações à Copel. A intermediação é coisa de pai para filho, de irmão para irmão, dez milhões de razões para que a tigrada fique feliz. Mais informações diretamente com Botto de Lacerda e também no jornal Impacto que está nas ruas.

Aliás, o Impacto tem uma edição catarinense e prepara biografias de personagens da vida daqui e de lá. Vem aí o perfil, os negócios, a atividade de um grande amigo do governo Requião, Maurício Xavier.


2 comentários

  1. CDF
    sexta-feira, 9 de novembro de 2007 – 13:08 hs

    A Escola de Governo merece mesmo nota A no provão….

  2. jorge
    sexta-feira, 9 de novembro de 2007 – 13:11 hs

    …quero estar no país hermano quando isso explodir!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*