Algoz do Serathiuk | Fábio Campana

Algoz do Serathiuk

Ao enviar carta ao Ministro do Trabalho, Carlos Lupi, colocando o cargo de Delegado Regional do Trabalho à disposição, o senador Osmar Dias (PDT) enfim assumiu que derrubou do cargo o delegado anterior, Geraldo Serathiuk. Osmar Dias desistiu de manter o advogado João graça no cargo porque quer se ver livre para votar contra a prorrogação da CPMF.


3 comentários

  1. Antonio
    quinta-feira, 22 de novembro de 2007 – 20:13 hs

    Estou vendo que o Osmar, grande oportunista, não quer mais pagar o que prometeu para que está nomeação que não foi digna de “Graça” acontecesse, já que ela foi conquistada pelos “belos serviços” que o Osmar prestou a campanha do Alckmin contra o Lula.

  2. O Trabalhador
    quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009 – 8:58 hs

    Geraldo Serathiuk, foi à frente da Delegacia Regional do Trabalho no Paraná, hoje, Superintendência, o maior ícone de competência, administração e seriedade, desta autarquia até agora, status concedido e reconhecido pelos próprios servidores da casa, que antes sempre viam com assombro cada nomeação política para o cargo; tendo iniciado sua administração num verdadeiro caos, de hipocresia, ingerência, convívio insalutar entre servidores e um verdadeiro descaso com os trabalhadores, herança, de outros, antigos “grandes” delegados, da mesma linha e universo político do atual, Graça. Serathiuk, após ter colocado a SRT, no seu devido lugar, ao lado dos trabalhadores, e de acertar todas as contas e licitações, que estavam sob investigação da União, trazer a paz e resolver os problemas de convivência interna, literalmente entregou ao seu algoz, um órgão público que caminha sozinho, onde o superintendente se torna apenas uma figura emblemática, representativa da instituição.Que ironia pelo que me contam , o atual está destruindo todo este trabalho! É a vida, ou melhor, digo pior, é a política quem trabalha é excluído em prol de favores e barganhas. que Deus ajude os trabalhadores!!

  3. O Trabalhador
    quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009 – 9:29 hs

    Que pena para o Paraná…Será que muitos sabem toda essa história se deu, porque às vésperas da nomeação oficial da nova formação ministerial, do segundo madato,digo aproximadamente 24 horas antes, Lula, mudou os nomes já acertados, trocando Luis Marinho do Ministério do Trabalho para o lugar que Carlos Lupi, do PDT na Previdência, e vice e versa.Fato este que entregou nas mão de Osmar Dias, a escolha do Delegado Regional do Trabalho. Que pena trabalhador do Paraná, que pena que nosso presidente fêz esta troca de última hora! Mas valeu Serathiuk, pelo que fez por estes enquanto pôde. Agora é deixar só nas mãos de Deus.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*