Eu acredito é na rapaziada | Fábio Campana

Eu acredito é na rapaziada

A moçada do Colégio Estadual do Paraná saiu em passeata nesta manhã de sol em direção ao Centro Cívico. Não vai encontrar muita gente por lá. O governador Requião está cavalgando com seus amigos. A maioria dos deputados viajou. Mas a rapaziada vai em busca de um interlocutor que ouça suas razões e reivindicações.

Bom sinal de vitalidade deste Paraná que é submetido a uma ração de arbitrariedades imposta goela abaixo por seu governador, secretários e áulicos. A moçada não engoliu o despotismo do secretário de Educação, Maurício Requião, como não engole a atitude da diretora Madselva Feiges, que procura imitar na direção do Colégio os métodos autoritários inspirados pelo governador Requião.


3 comentários

  1. Antonio Peixeiro
    sexta-feira, 23 de novembro de 2007 – 17:46 hs

    Meia duzia de vagabundos..

    pela manha quebraram vidros e jogaram bombas! Ameacaram professores, roubaram seus pertences e impediram aulas e provas.

    Fico indignado por minha filha q vai passar no Vestibular e por conta de bobos manipulados contra o governo vai deixar de obter seu diploma de ensino medio a tempo!

  2. Tereza
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008 – 19:02 hs

    Ora Antonio Peixeiro se houve roubo, ninguém soube e as ameaças vieram foi de quem tem o poder.
    E talvez o senhor tenha razão, coitadinho do Governo, quando lutamos contra é apenas a manipulação de meia dúzia e quando estamos a favor é uma reivindicação pela democracia.

  3. Professora
    sábado, 15 de novembro de 2008 – 9:50 hs

    Sr. Antônio Peixeiro, o peixe que o senhor está tentando vender está estragado. No ano passado, no Colégio Estadual do Paraná, nenhum professor foi roubado ou ameaçado. Quem provocou baderna lá não foram os alunos que estavam reivindicando um basta aos desmandos da senhora diretora, mas sim alguns que tinham livre trânsito na sala dela.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*