Plebiscito do pedágio | Fábio Campana

Plebiscito do pedágio

A turma do Requião matutou até tirar um coelho da cartola: realizar plebiscito em âmbito estadual para que o povo do Paraná vote pela redução das tarifas de pedágio praticadas pelas concessionárias. Nas rodas da Boca Maldita, necas. Os advogados aposentados descartaram a legalidade da proposta.


2 comentários

  1. jango
    quinta-feira, 25 de outubro de 2007 – 15:36 hs

    O plebiscito, nos seus elementares, é a consulta prévia que se faz ao povo sobre medida de seu interesse, portanto, posterior ao fato não cabe plebiscito. Plebiscito na forma pretendida pela turma do Requião contra o pedágio lembra os plebiscitos de Adolf Hitler e Benito Mussolini, um dos quais ensejou a anexação da Austria ao Terceiro Reich, após estratégias de tensão e governo por decreto. Não é sintomático aos acontecimentos neste Estado ? Nestas condições são procedimentos fascistas que abolem, sob o manto da consulta ao povo, as liberdades democráticas e o Estado de Direito. No caso do pedágio, o Estado de Direito exige a apuração da responsabilidade dos gestores públicos pelo passivo ocasionado pelas ações perdidas pelo Estado e não um plebiscito para redução da tarifa, que pela falta de decência das autoridades ditas de controle público periga levar a culpa pelos desmandos de toda sorte cometidos neste tema. Mas o povo do Paraná merece tudo isto ?

  2. Zarolho
    sexta-feira, 26 de outubro de 2007 – 10:31 hs

    Essa trupe do Coisa Ruim é mesmo genial…

    Palminhas, por favor!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*