Não teve como recusar | Fábio Campana

Não teve como recusar

Enquanto as mulheres do PSDB decidiam quem comandaria a seção feminina do partido no estado, Fernanda Richa dava entrevista aos jornalistas. Assim que retornou, a deliberação havia acabado, e todas vieram cumprimentá-la. Fernanda agradeceu, supondo tratar-se da sua eleição para a direção municipal do PSDB Mulher.

Fernanda soube entre um cumprimento e outro que lideraria as tucanas em todo o estado. Dada a aclamação, nem lhe passou pela cabeça recusar. Ao seu lado, terá Susana Rossoni. A meta é implantar diretórios do PSDB nos 30 principais municípios do Paraná.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*