Maledicente | Fábio Campana

Maledicente

Ora, enquanto se vangloriava da manobra legislativa que reduzirá o repasse de recursos ao Ministério Público para 3,7% (antes era 4%), o governador Requião jurou de pés juntos não se tratar de implicância pessoal. Prometeu uma discussão civilizada, sem adjetivos. A imprensa? “Canalha”, adjetivou Requião com todas as letras.


3 comentários

  1. Só falta o nariz de palhaço!
    quarta-feira, 24 de outubro de 2007 – 12:59 hs

    Esss é o Hugo Chávez caipira…
    E pensar que esse sujeito já posou de erudito e estadista… o pior é que parte da mídia levou a sério

  2. Só falta o nariz de palhaço!
    quarta-feira, 24 de outubro de 2007 – 13:00 hs

    Esse é o Hugo Chávez caipira…
    E pensar que esse sujeito já posou de erudito e estadista… o pior é que parte da mídia levou a sério… agora agüentem!

  3. César
    quinta-feira, 25 de outubro de 2007 – 14:41 hs

    Há duas espécies de pessoas que não apreciam o Ministério Público: os Ignorantes – porque não o conhecem e os Desonestos – que sabem muito bem o motivo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*