Lixo polêmico | Fábio Campana

Lixo polêmico

Ivan Bonilha, procurador-geral de Curitiba, e José Antonio Andreguetto, secretário de Meio Ambiente de Curitiba, aguardam o retorno do promotor Saint-Clair Honorato dos Santos, que está em viagem, para desatar os nós sobre o consórcio metropolitano do lixo. “O Aterro da Caximba, que atende a Região Metropolitana, tem vida útil até 2008. É preciso encontrar uma solução para o lixo da Grande Curitiba. O problema afeta todos os municípios. A solução tem de ser coletiva”, dispara Bonilha.


Um comentário

  1. jango
    quinta-feira, 25 de outubro de 2007 – 8:14 hs

    Fabio: polêmico não é o lixo, polêmicos são aqueles que nos seus redutos tratam do lixo na Regiâo Metropolitana. Só polemisam, mas não apresentam definições ou cumprem a legislação que está aí há anos. Então tem que esperar o Promotor retornar de viagem … Ora, o Promotor só está querendo saber quando é que as autoridades ambientais vão cumprir a lei e dar uma solução para a questão. A Região Metropolitana é um todo, um ou mais de um Município vai ter que abrigar outro aterro e isto não é questão política é técnica: qual o melhor local e a melhor solução. Outro ponto: a reciclagem tem que ser radicalizada e parar com esta perfumaria do lixo que não é lixo só no centro de Curitiba. Até porque reciclagem pode gerar emprego e lucro. Será que os Prefeitos da Região Metropolitana não podem dar só um exemplo de cooperação para o bem geral de todos ? Um só exemplo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*