Gran finale | Fábio Campana

Gran finale

Após muita conversa fiada nos bastidores da Assembléia, a escalação para as três últimas audiências da comissão que investiga o pedágio ficou assim: o próximo a ser ouvido pelos deputados será o economista Belmiro Castor, que estudou a questão quando da implantação das praças de pedágio no estado. Depois será a vez do atual secretário de Transporte, Rogério Tizzot.

Os deputados deixaram por último a audiência com o presidente da Associação Brasileira de Concessionários de Rodovias, João Chiminazzo Neto.


Um comentário

  1. jango
    sábado, 20 de outubro de 2007 – 19:50 hs

    A Comissão que investiga o pedágio deve, por óbvio, considerar o passivo das ações judiciais movidas contra o pedágio e perdidas pelo Estado na Justiça, já que esta aventura judiciária, conforme noticiado à saciedade pela mídia, assoma a casa do bilhão, a ser arcada pelo erário público, dinheiro do povo. Quem determinou, afiançou, promoveu e orientou técnica e juridicamente tal intento temerário, vez que a mais comezinha consequencia das ações judiciais para o perdedor, a par de indenizações e/ou perdas e danos, são as custas e os honorários advocatícios. O Estado não pode promover aventuras judiciárias sob consequência de incorrer em improbidade administrativa por causar prejuízo ao erário – Lei 8429/92. Veremos se alguém se importa com o erário.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*