Contra o pedágio | Fábio Campana

Contra o pedágio

O líder do PMDB na Assembléia Legislativa, deputado estadual Waldyr Pugliesi, está a fim de  mobilizar todas as lideranças políticas e sociais e entidades representativas da região de Londrina para a reunião pública da Frente Ampla pelos Avanços Sociais pela redução das tarifas cobradas nas rodovias pedagiadas do Paraná. O ato está programado para as 14h desta sexta-feira, 26 de outubro, no Sindicato do Comércio Varejista de Londrina (Sincoval). “É necessário acabar com esta verdadeira sangria da população paranaense, perpetrada pelas concessionárias de pedágio”, destacou o deputado.
 
Motivos
 
“O último leilão de rodovias federais no Estado, mostrou que os preços praticados atualmente são uma afronta a economia popular do Estado”, completou Pugliesi. De acordo com ele, o contrato firmado com as concessionárias do pedágio rodoviário, durante o governo Jaime Lerner, representou um golpe contra a população do Paraná. “Por isso a importância da participação de toda a sociedade nesta cruzada contra os valores exorbitantes cobrados nas 27 praças espalhadas em nossas rodovias”, disse.


Um comentário

  1. jango
    quarta-feira, 24 de outubro de 2007 – 8:37 hs

    Depois dos fiascos dos deputados da “base governista” com aprovação de leis contra o pedágio que foram cassadas na Justiça, como a última que vigorou exatos 4 dias, somados ao passivo causado pelas ações judiciais movidas e perdidas pelo Estado contra o mesmo pedágio, agora querem que o povo participe desta cruzada ? Na cruz já está o erário com o passivo das ações perdidas que assoma a casa do bilhão ! Se é que vale o argumento do deputado Pugliese de que o último leilão mostra que o preço praticado é exorbitante, mais uma razão para concluir pela incompetência e temeridade com que foi conduzida a questão até o momento pelo Executivo e pela Assembléia em vista das leis cassadas, das ações perdidas e do passivo monstruoso a ser arcado pelo dinheiro suado do povo paranaense. Agora querem fazer crer que responsáveis são as tarifas ? É o escracho na cara do povo !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*