Requião não sabe nada | Fábio Campana

Requião não sabe nada

“Eu só soube agora!” A frase é de Requião, ao justificar o atraso de quatro anos e oito meses de governo para descobrir as aposentadorias irregulares no Ministério Público e em outras instituições conveniadas com a ParanáPrevidência.

E nós, que imaginávamos que o Duce sabia de tudo, com que cara ficamos? Temos de admitir que ele sabe pouco ou quase nada sobre o que administra.

Se não, vejamos. Requião nada sabia sobre o caixa dois da Ceasa. Também não sabia dos aditivos pagos pela Secretaria de Obras ou pela Sanepar.

Pasmem, senhores, Requião nem sabia dos gastos irregulares da Comunicação da Sanepar, que chegou a pagar cerca de R$ 2 milhões sem o pedido de autorização de veiculação exigido por lei.

O homem não sabia das irregularidades na Secretaria do Trabalho. E se fizer um esforço vai acabar convencendo a nós todos que não sabe quantos parentes tem nomeados no governo.

Com certeza o Duce também não sabe de assessores que recebem retorno de veiculação. Nem sabe quanto custa uma pulseira de ouro. Ou quantos enteados, parentes, contraparentes e assemelhados um de seus secretários, de pires na mão, conseguiu encaixar na vasta planície dos cargos em comissão.

Requião não sabe nada. Talvez porque os seus assessores só mostrem a ele o que lhes interessa. E o Duce sai altaneiro repetindo o que nem sempre é verdade. Faz elogios ao porto de Paranaguá e à Secretaria de Educação, onde instalou os irmãos carentes de sinecuras.

Requião não sabia. Não sabe. Não viu. Aliás, Requião só vê quando precisa atacar um desafeto, neste caso o Ministério Público. Cabe a pergunta: ele vai usar do mesmo método ao examinar os bastidores do Judiciário e da Procuradoria do Estado?


Um comentário

  1. jango
    quarta-feira, 5 de setembro de 2007 – 11:07 hs

    Os bastidores do Judiciário e da PGE seriam assuntos interessantes para exame do Governador, senão vejamos: a PGE moveu 300 ações contra o pedágio e perdeu, o Judiciário foi que as indeferiu. Quem vai pagar o passivo bilionário (segundo notíciado) é o erário, ou pior, o povo do Paraná. Como tudo isso aconteceu sem que o Governador soubesse das consequências que dessas ações resultaram ou resultarão para os cofres públicos ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*