Retífica | Fábio Campana

Retífica

A Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento encaminhou nota para esclarecer os seguintes pontos: 

O governo do Paraná comunica à imprensa que não está comprando tratores, implementos ou equipamentos rurais. O pregão presencial de preços que está promovendo visa tornar público para a agricultura familiar onde pode encontrar os menores preços de mercado desses equipamentos.

Os reais compradores serão os agricultores familiares, beneficiados pelos financiamentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e pela equivalência-produto, que terá recursos do Fundo do Desenvolvimento do Estado.

O governo do Paraná está promovendo esse leilão para tornar claro onde está o menor preço das máquinas, implementos e equipamentos. Contudo se em determinado momento, no prazo de 12 meses que é o período de validade do registro de preços, qualquer entidade pública do Estado quiser comprar qualquer um dos itens do registro de preços, poderá também se beneficiar da menor cotação.

Cabe salientar novamente que a compra de máquinas, implementos e equipamentos para a agricultura familiar paranaense beneficiada pela equivalência-produto será de livre escolha do agricultor. Ele poderá escolher a marca, o modelo e a potencia da máquina. Isto é, o agricultor não é obrigado a pagar o menor preço se não quiser. A decisão e simpatia pela marca A ou B será dele. O governo só está orientando o agricultor ao tornar público os menores preços de mercado.

E se o concorrente ou outra empresa que participou do leilão oferecer preços iguais ao do vencedor do pleito, não existirá restrição de qualquer natureza para que o agricultor compre a marca que desejar. O governo quis apenas gerar uma demanda grande para conseguir preços menores para a Agricultura Familiar, que será a real compradora das máquinas.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*