Requião Rural | Fábio Campana

Requião Rural

Rural

Hípico. Não. Rural. Assim começa a semana requiônica. Nesta segunda-feira, o Duce, acompanhado de Rogério Tizzot, secretário dos Transportes, lançaram o programa de Patrulhas Rurais Rodoviárias na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). “O evento ocorreu no município de Tunas do Paraná, a primeira cidade beneficiada pelo programa do DER na região”. Entre aspas, texto do sítio oficial de notícias.

Fala Duce      

“É um projeto para recuperar as estradas da educação e da produção. Aqui em Tunas, são 12 veículos que vão trabalhar durante 45 dias e devem recuperar cerca de 45 quilômetros”. Entre aspas, palavras de Requião.       

Diga lá, Requião

O governador, de acordo com o sítio oficial, ressaltou que o programa deve ser bancado com recursos estaduais, sem gastos para a Prefeitura de Tunas do Paraná. “Como o município é pobre, o Estado não estará pedindo para a prefeitura nem o combustível. A patrulha opera às custas do Governo do Paraná”. Entre aspas, texto oficioso.   

Em tempo      

“O município de Tunas do Paraná está localizado no Vale do Ribeira, uma das regiões pobres do Estado. Detentora de um baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), a cidade depende basicamente da produção de milho e do extrativismo de madeira”. Entre aspas, texto requiônico.

Ruralismo continua

O ruralismo segue amanhã. Requião e Tizzot lançam nesta terça-feira 28 o Programa Patrulha Rodoviária Rural no município de São Jerônimo da Serra, Norte Pioneiro do Estado. “Pelo programa, o governo do Paraná vai recuperar 10 mil quilômetros de rodovias rurais no Estado, até 2010, com investimentos de R$ 111 milhões, por meio de parcerias firmadas com os municípios”. Entre aspas, texto requiônico. Ah, será pela tarde. Afinal, pela manhã tem a escolinha, agora chamada de Loucademia Requiônica.


Um comentário

  1. César K-7
    segunda-feira, 27 de agosto de 2007 – 18:38 hs

    É, é, é: o negócio é carpir o pé pros matão. Afinar, na cidade grande a coisa, a casa já caiu. Sarve.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*