Quebrar, não. Baixar os preços | Fábio Campana

Quebrar, não. Baixar os preços

Pedágio

 Hoje, às 17h30, acontece a primeira reunião da Comissão Especial de Investigação (CEI) dos Pedágios na Assembléia. Os deputados dividirão as tarefas e estabelecerão o cronograma de audiências. “Procuraremos todas as entidades que representem setores afetados pela alta tarifa dos pedágios”, explicou Fábio Camargo, presidente da CEI.

Papelada

 “A intenção não é quebrar contratos. Queremos encontrar brechas jurídicas que nos autorizem a baixar as tarifas cobradas pelas concessionárias”, adianta Camargo. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) já enviou a documentação.


Um comentário

  1. jango
    quarta-feira, 15 de agosto de 2007 – 18:46 hs

    Só tem uma hipótese séria para chegar a uma conclusão a respeito do pedágio: uma auditoria independente para verificar se as tarifas são compatíveis com os encargos (conservação, obras, acessos, etc). O resto é tangenciar o problema. Se os encargos dos contratos valem as tarifas adotadas, das duas uma: ou pagamos para tê-los ou cortamos parte dos encargos para adequar o preço ao contribuinte. Claro, se as tarifas são incompatíveis ou os serviços são desnecessários ou ainda se não foram realizados ou ainda mais se foram superestimados as penalidades aos maus contratantes ou contratados devem ser a consequência direta. Tudo mais se desvanecerá no ar, as eleições vem uma atrás da outra e o povão bão do Paraná paga a conta. Acorda gente do Paraná ! Já não cansamos ! Queremos mais do mesmo ! Obs.: lembro que o Senador Dias propos a auditoria de que falo acima. O Pinochaves resolveu mover inúmeras ações judiciais, perdeu-as e as despesas judiciais dos processos serão pagas pelo povão bão do Paraná. Quanto representa isso ? Alguém já apurou ? A conta virá, gente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*