Prejuízo anunciado | Fábio Campana

Prejuízo anunciado

Repercute muito a reunião que alguns parlamentares tiveram ontem pela manhã com procuradores do Estado. Os procuradores verbalizaram para os deputados estaduais que todas essas atitudes do governo Requião, essas quebras de contratos, vão deixar um passaivo enorme, incalculável, para o governo do Paraná. Élio Rusch, do DEM, que participou do encontro, está assustado. “Essas bravatas do Requião, essa do pedágio, essas todas quebras unilaterais de contratos, vão deixar um prejuízo enorme para o governo. E, um dia, alguém, terá de pagar a conta. Isso preocupa”, desabafa Rusch.


Um comentário

  1. jango
    quinta-feira, 30 de agosto de 2007 – 18:37 hs

    Será que os Procuradores de Estado não advertiram o Governador de que algumas ou senão todas essas ações judiciais tinham pouca plausibilidade jurídica de serem favoráveis ao Estado ? Não se litiga impunemente nas Cortes. Há consequencias para o perdedor. No caso, as consequencias são vultosas, dizem bilionárias. E quem vai pagar esta conta ? Erra o ilustre deputado. Quem vai pagar a conta, não é o governo, é o chamado Erário, vale dizer, o dinheiro suado do povo paranaense. A preocupação dos Procuradores é com o Erário ou com as consequências de seus patrocínios às malfadadas causas para o Erário e para o dinheiro público ? Antes era “o pedágio abaixa ou acaba” da campanha requiônica. Agora é “o pedágio fica e o rombo acaba com o Erário” !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*