O dia do Requião | Fábio Campana

O dia do Requião

Tudo ia bem até que Requião ouviu o prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald, pedir reforço policial para a cidade, uma das mais violentas do estado. Requião chamou-o de desocupado pra cima. Coisa feia. O Duce estava com a cabeça noutro lugar. Estaria preocupado com o mano Maurício, a condessa de Barral, ou com o Ministério Público a lhe destituir os cabides de emprego?


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*