Loucademia requiônica | Fábio Campana

Loucademia requiônica

O sítio requiônico dá conta de que a escolinha de amanhã abre espaço para o oriente. O deputado Luiz Nishimori faz deve falar sobre o projeto de homenagem à imigração japonesa que acontece ano que vem. O cônsul-geral do Japão no Paraná, Soichi Sato, também deve se pronunciar. O governador Roberto Requião assina o decreto que nomeia a comissão estadual oficial para a organização do Imin-100. Na já tradicional sessão sonora, apresentação cultural de taikô, tambores japoneses, por quatro integrantes do grupo Wakaba, da Associação Cultural e Beneficente Nipo-brasileira de Curitiba. Lúcia Arruda, da Provopar, também deve ter presença na aula. E, ainda, Danielle Miterrand, ex-primeira dama francesa e viúva do estadista francês François Mitterrand, faz a palestra “Água, direito humano e bem público”.


3 comentários

  1. Benedito Trinado
    segunda-feira, 27 de agosto de 2007 – 15:41 hs

    É isso aí. Amanhã, vamos todos acordar bem cedo, antes das oito. Café bebido, pão ingerido, bolacha ingerida, vamos nos preparar para uma loucademia. Viva o Requião.

  2. Airton Trisseti
    segunda-feira, 27 de agosto de 2007 – 15:42 hs

    É isso mesmo. Precisamos dar audiência para a escolinha. Quem vê a escolinha? Na minha opinião, todo mundo vê a escolinha pela tevê, todos ouvem pela rádio, enfim, é o melhor programa. Vamos lá. Vamos acordar cedo, deixar os compromissos para depois das 10h00 e ficar de olhos bem abertos, atenção total direcionado para as palavras do Duce.

  3. Beto Sercomtel
    segunda-feira, 27 de agosto de 2007 – 15:44 hs

    Eu que sou do Norte do Estado acredito na escolinha. A escolinha é o meu canal de comunicação com o mundo. Graças à escolinha, sei das coisas. Das coisas que se passam neste governo, como nunca se houve até então na história do Brasil.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*