E agora, Ítala? | Fábio Campana

E agora, Ítala?

Explicações sobre Ítala Nandi

O deputado Ney Leprevost oficiou o governo do Paraná para que responda
onde trabalha, quanto ganha e quais os resultados produzidos pela atriz
Ítala Nandi. O parlamentar resolveu pedir as informações após denúncia
em um jornal de grande circulação de que a atriz estaria recebendo mais do
que um professor de nível universitário para dirigir a escola de cinema
do governo do Estado. Segundo o jornal que fez a denúncia, Ítala passa a
maior parte do seu tempo no Rio de Janeiro, onde inclusive está
gravando uma novela. Os próprios alunos garantem que já ficaram mais de duas semanas sem ter aulas. “O governo tem que esclarecer a situação desta
senhora. Não é justo o que estão fazendo com os estudantes que
freqüentam este curso”, afirma o deputado.

Retratação

O parlamentar também está exigindo que a atriz se retrate das
declarações feitas por ela ao jornal Gazeta do Povo. “Eu jamais vi um estado
coberto de maior terror do que o Paraná. Os meus alunos, a maioria deles, têm
depressão. E depressão é fascismo”, afirmou a atriz. Ítala ainda
declarou que “o Paraná é colonizado pelos segmentos sociais mais repressores do mundo, que são os poloneses, alemães, italianos e cracovianos”.

Mal-educada

Ney Leprevost entende que além de demonstrar profundo desrespeito às
pessoas que sofrem de depressão, ao comparar a doença com o fascismo, a
atriz demonstrou com suas declarações que tem horror ao Paraná. “Se há
algo fascista em nosso Estado são setores do Governo que empregou esta
senhora, e não a nossa gente”, disse Ney.

Gaúcha sem pudor
 
O pior, na opinião do deputado, são as declarações feitas contra os
imigrantes. “O Paraná deve muito aos italianos, aos poloneses e aos
alemães. Essa declaração preconceituosa é inaceitável. O crime de
racismo não é só quando as vítimas são afrodescendentes. Quando se ataca outras minorias étnicas também existe racismo. Espero que ela tenha o bom
senso de se retratar”, afirma Ney.


Um comentário

  1. Airton Trisseti
    terça-feira, 28 de agosto de 2007 – 18:18 hs

    Fascismo no Paraná é o governo Requião.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*