Condor na Linha Verde | Fábio Campana

Condor na Linha Verde

Nova unidade

O empresário Pedro Joanir Zonta, proprietário da rede de Supermercados Condor, anunciou que vai abrir uma unidade de seu empreendimento na Linha Verde, avenida que a Prefeitura de Curitiba está construindo na antiga BR 116. Pedro Joanir Zonta confirmou o empreendimento diretamente ao prefeito de Curitiba Beto Richa durante audiência pública no Capão Raso. “Este novo supermercado é mais uma confirmação de que a Linha Verde será um indutor do desenvolvimento da região sul da cidade”, comentou o prefeito Beto Richa.
 
170 empregos diretos
 
Pedro Joanir Zonta revelou ao prefeito Beto Richa que a Linha Verde o motivou a escolher a localização da nova loja, que vai substituir outra, de 700 metros quadrados, existente na avenida Brasília, no Xaxim. A nova unidade, na esquina da avenida Brasília com a Linha Verde, no Capão Raso, terá nove mil metros quadrados e vai criar 170 empregos diretos. “A expectativa é ampliar em cinco vezes o faturamento da rede na região”, garantiu Zonta.
 
Ponto comercial
 
“Esta obra vai transformar a região num excelente ponto comercial. Vamos ter aí mais um pólo de desenvolvimento”, discursou Zonta, que pretende abrir a nova unidade na mesma data da inauguração da Linha Verde, no primeiro semestre de 2008. A loja que será substituída pelo novo empreendimento foi a segunda da rede, iniciada em 1974 com um pequeno mercado no Pinheirinho.
 
Made in Paraná
 
Com 24 supermercados no Estado, 14 deles em Curitiba, a rede tem cerca de 4.500 funcionários e se orgulha de ser uma empresa genuinamente paranaense. A terraplenagem do terreno da nova unidade no Xaxim já está contratada. A obra começará assim que a documentação estiver pronta.
 
A Linha Verde
 
A nova avenida representa um investimento de R$ 121 milhões, feito pela Prefeitura, com financiamento parcial do Banco Interamericano de Desenvolvimento. A Linha Verde vai abrigar o sexto corredor de transporte da cidade e terá, nesta primeira etapa, no trecho entre os bairros Pinheirinho e Jardim Botânico, oito estações de embarque e desembarque, quatro binários que farão a costura entre os dois lados da cidade e dez pistas de tráfego, incluindo as canaletas de uso exclusivo dos ônibus. O projeto inclui faixas de estacionamento, cinco quilômetros de ciclovia, parque com quase 21 mil metros quadrados e novos sistemas de iluminação e sinalização.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*