Barra pesada | Fábio Campana

Barra pesada

A tendência é a de que o clima eleitoral desça às cloacas muito antes do previsto. A amostra de ontem foi emblemática.

O jornal Tribuna do Vale, de Santo Antonio da Platina, publicou um destampatório assinado pelo advogado Alessandro Ravazzani contra o chefe de gabinete da prefeitura de Curitiba, Ezequias Moreira Rodrigues.

A intenção, evidente, foi a de atingir o prefeito Beto Richa, além de significar vendeta por questões pendentes da eleição de 2004, quando o publicitário Pessoa de Mello saiu da parada queixoso e cheio de mágoas.

Diz o Ravazzani que Moreira empregou parentes, incluída a sogra, em cargos do legislativo e também do município. Um desses cargos seria de um gabinete de deputado que ainda estaria a disposição de Richa. Pura invencionice.

Essa ficção ultrapassou todos os limites da imaginação e foi logo desmentida pelo presidente da Assembléia Nelson Justus, que por via das dúvidas mandou investigar o imbróglio todo.

Se essa é a amostra inicial das armas que serão usadas no combate das eleições municipais, o distinto público que renove o estoque de engov e prepare o estômago com cloridrato de ranitidina. A moçada não está respeitando nem a família do Ezequias Moreira.

Ora, pois, é de se esperar que a resposta apareça logo. Ou, melhor, que a conflagração se alastre e tome corpo o tipo de material que tem desaguado diariamente nas redações e que dão conta de escândalos cabeludos envolvendo a fauna e a flora da política nativa.

Há de tudo. Inclusive flagras da vida amorosa de cada qual. Alguns com requintes de trilha sonora especial, como a composição de um xaxado, ou seria um cha cha cha, ou melhor, apenas um Xaxá, coisas que sobem das cloacas e desafiam a fera.


Um comentário

  1. ALESSANDRO RAVAZZANI
    sexta-feira, 10 de agosto de 2007 – 12:07 hs

    CARO JORNALISTA,
    INVEJO A POSTURA PARCIAL IMPOSTA POR VOSSA SENHORIA, NA DEFESA DE POLÍTICOS “CALHEIROS”

    A PROPRIA SOGRA DO SEU EZEQUIAS RESPONDEU A GAZETA DO POVO QUE NUNCA POSSUIU CARGO NA ASSEMBLEIA, CONTUDO, SE MESMO ASSIM O SR. AINDA NAO SE CONVENCE DA NOTICIA A SER APURADA, TENHO O PRAZER DE LHE MOSTRAR NO MEU ESCRITORIO OS CONTRA CHEQUES E O MATERIAL DAS DEMAIS ACUSACOES QUE DEVEM SER IMPARCILAMENTE INVESTIGADAS.

    A. RAVAZZANI – ADVOGADO

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*