Tartufaria | Fábio Campana

Tartufaria

O cidadão Roberto Requião e o governador do Paraná precisam se encontrar. Com urgência. Ou vai ficar difícil entender a dicotomia entre os dois.

O governador reuniu o secretariado ontem à tarde e determinou que a partir de agora a agenda será positiva, pois as pesquisas mostram que a truculência desceu a popularidade do governo ao rés do chão.  Agenda positiva? O governador imagina até um PAC estadual para sair do buraco. Nada original.

Já Roberto Requião, cercado por amigos e áulicos na granja estatal do Cangüiri, manda baixar o silêncio sobre relatórios de escândalos como o da Ceasa ou o dos gastos em propaganda da Sanepar. E anuncia borduna para quem denunciar aditivos para a Pavibrás.

O governador se diz aliado de Lula. Já o candidato Roberto Requião tinha simpatias pelos tucanos de Geraldo Alckmin. Hoje, à socapa, o cidadão Roberto Requião voltou a descer a borduna no presidente Lula.

O governador se diz um defensor do meio ambiente e por isso combate os transgênicos. Já o cidadão Roberto Requião convive placidamente com a liberação das queimadas dos canaviais e a autorização para a instalação de frigoríficos que o movimento ambiental deplora.

Admita-se que Requião saiba o que diz quando fala em democracia e liberdade. Faltam provas, porém. Inclusive porque nos primeiros passos pós-eleitorais o governador e o cidadão se encontraram no propósito único da vendeta contra os responsáveis pela sua magra vitória nas urnas.

E o Requião que se diz democrata e que defende a transparência, tem várias versões para a prestação de contas e dedica a maior parte de seu tempo a combater a imprensa que o denuncia com expressão que supera Tartufo, fantástico herói da hipocrisia.


Um comentário

  1. Erico Morbis
    quarta-feira, 4 de julho de 2007 – 10:52 hs

    Caro Fábio: achei brilhante o titulo do docomentario de hoje.Eu com eu!O Governador pode receber bons conselhos do cidadao!Voce foi feliz, como sempre!Escute, por que voce nao poe no seu blog, de noite, o comentário da manha? Nao torture o seu leitor com a espera!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*