Retífica | Fábio Campana

Retífica

A Casa Civil do Governo do Estado esclarece que a substituição de 138 vidros no Palácio das Araucárias estava prevista no laudo de vistoria de conclusão da obra, elaborado pela construtora responsável, antes da ocupação do novo prédio. 
   
O relatório pede a substituição dos vidros que já apresentavam defeitos –  como rachaduras e manchas opacas – e daqueles que foram danificadas durante a instalação.

A troca está sendo realizada desde a semana passada pela empresa Temparaito Vidros e será custeada pela construtora Thá, logo não gerou “gasto extraordinário” injustificável ou “dinheiro público pelo ralo” como destacado em seu blog nesta quinta-feira.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*