Pacotinho do Requião | Fábio Campana

Pacotinho do Requião

Garganta

“Em cinco anos 99% do que o governo Requião prometeu, não foi cumprido; por enquanto, é só anúncio”, rebateu o deputado federal Abelardo Lupion após a divulgação do pacotinho de Requião, que prevê investimentos de R$ 18,2 bilhões.

Descontente

Descontente também ficou o deputado estadual Valdir Rossoni: “um governo que não realizou boa parte das obras do mandato anterior e que precisou recorrer a maquiagem contábil para não fechar o exercício de 2006 no vermelho, dificilmente poderia apresentar um plano de desenvolvimento sério”.

 Irregular

 Para Rossoni, o governo desrespeita a Lei de Responsabilidade Fiscal. “A LRF não impede que novos investimentos sejam iniciados, mas exige que isso ocorra somente se os anteriores estiverem sendo executados regularmente, de acordo com o cronograma estipulado, o que não acontece neste governo”, conclui.


Um comentário

  1. jango
    quarta-feira, 25 de julho de 2007 – 21:40 hs

    A Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar n.º 101, de 04.05.2000) batizada pelo jornalista Joelmir Beting de Lei de Responsabilidade Moral, nada mais visa do que “reeducar” certos administradores públicos para o “uso devido” do dinheiro público. Esta lei, no dizer de Romualdo Flávio Dropa (nascido e residente em Ponta Grossa, Paraná, advogado, escritor e Especialista em Educação Patrimonial pela Universidade Estadual de Ponta Grossa), antes de ser apenas uma dentre tantas, juntamente com os demais dispositivos legais que cerceiam a matéria legal, é uma das melhores armas do cidadão no controle e fiscalização dos atos dos governantes e representantes públicos de que se tem notícia. Até porque, dizemos nós, ela contem um dispositivo que determina sejam as infrações à referida lei PUNIDAS de acordo com o Código Penal, a lei de Crimes de Responsabilidade e lei de sanções a atos de improbidade e enriquecimento ilícito no exercício de função pública. Portanto, mãos a obra ! Os exemplos educam mais eficazmente que as palavras.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*