O carimbador maluco | Fábio Campana

O carimbador maluco

“Toca Raul”, pedem em shows, bares, onde quer que tenha música ao vivo. As canções de Raul Seixas continuam no imaginário popular. Os deputados de oposição, que não acreditam no PACotinho do Requião, agora deram para fazer paródia de uma música do Raulzito.

“O carimbador maluco” é a canção escolhida para mandar o recado da bancada que não bota fé no PACotinho regional. “Plunct Plact Zum / Não vai a lugar nenhum”. Assim é o refrão da música de Raul. Os parlamentares modificaram um pouco e agora cantam: “Plunct PAC-PR Zum / Não vai a lugar nenhum”.

Uma banda já foi contratada. Estão em estúdio. A versão deve estar pronta nos próximos dias. Um deputado comenta que se a gravação ficar pronta hoje, amanhã um trio elétrico vai soar a canção em frente ao MON, no horário em que acontece a escolinha.

“Tem que ser selado, registrado, carimbado / Avaliado, rotulado, se quiser voar!”. Assim é na versão original. A versão da turma de oposição é outra: “Tem que ter provado, avalizado, autorizado / Abonado, tem que ter grana pra poder falar”. A oposição entende que o cofre do Estado está vazio e não tem cabimento falar em PACotinho Made in Paraná.

“A única coisa que o Requião pode fazer é uma parceria com o governo federal. Daí, o governo federal faz obras, o governo do Paraná entra com uma contrapartida, bem pequena, e, então, o governador Requião anuncia que ele é o autor da façanha”, comenta um oposicionista indignado.

“O carimbador maluco é o sujeito que diz que o Estado do Paraná pode fazer neste momento um PAC regional”. É assim que cantam em coro os parlamentares de oposição. E, aproveitando a versão que fizeram da música de Raul, seguem na paródia: “Plunct PACotinho Zum / Pode partir sem problema algum, boa viagem”.

“Toca Raul”, pedem os deputados de oposição, eles que não acreditam no PACotinho requiônico.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*