Não ofende | Fábio Campana

Não ofende

A banda da oposição quer saber se o governo Requião antecipou receitas de 2007 para gastar em 2006. Há indícios de que isso aconteceu. O governo teria recebido ICMS antecipado da Petrobrás, das telefônicas e da Copel.


Um comentário

  1. domingo, 24 de junho de 2007 – 14:24 hs

    Em contabilidade publica é proibido receber receitas antecipadas se o cliente quiser pagar…?
    Ora, em contabilidade privada não é…
    Tem até aquele velho ditado: quem manda sempre é o cliente…
    mas mesmo assim eu acho que isso não aconteceu não…
    Ninguem tem mais do que falar então fica inventando… fussando…
    É pura balela…É a tal da inquisição…
    Estão se esgotando os assuntos que poderiam servir de exploração para difamar o governo de Requião…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*